acessibilidade

Início do conteúdo da página

Programas de iniciação científica


A Universidade Federal da Grande Dourados possui 06 (seis) programas de Iniciação Científica, sendo eles:
 
PIBIC - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica
PIBIC-PNAES - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica vinculado ao Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES)
PIBIC-AF - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas
PIBITI - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação
PIVIC - Programa Institucional de Iniciação Científica Voluntária
PIVIC-FC - Programa Institucional de Iniciação Científica Voluntária - Fluxo Contínuo
PIBIC-EM - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio
 
Qual o objetivo da iniciação científica?
 
Segundo a Instrução Normativa n.º 17/2006 do CNPq, os programas de iniciação científica visam despertar a vocação científica, formar novos pesquisadores, qualificar profissionais para o mercado, reduzir o tempo médio do aluno na pós-graduação e auxiliar na formulação de políticas públicas para a pesquisa e a inovação.
 
Qual a frequência e estimativa de publicação dos editais de abertura dos programas de iniciação científica?
 
Os editais de abertura dos programas de IC são publicados uma vez por ano, geralmente no mês de março.
 
Qual a vigência da iniciação científica?
 
A vigência é de 12 (doze) meses (agosto de um ano até julho do ano seguinte), exceto no caso do programa PIVIC-FC, que é entre 03 (três) e 12 (doze) meses, a critério do aluno e orientador.
 
O que o aluno de graduação precisa fazer para desenvolver uma iniciação científica?
 
Para participar do PIBIC, PIBIC-AF, PIBITI ou PIVIC-FC, o aluno deverá procurar um professor que seja orientador de IC, pois as inscrições nestes programas são feitas por eles, os quais indicam os alunos para a IC (bolsistas ou voluntários).
 
E o aluno que é bolsista permanência/PROAE e deseja desenvolver uma iniciação científica no PIBIC-PNAES?
 
No PIBIC-PNAES, o aluno beneficiário da Bolsa Permanência/PROAE tem a oportunidade de desenvolver uma iniciação científica sob orientação de um pesquisador da UFGD, porém, não há o pagamento de outra bolsa (a bolsa será única e continuará a ser financiada pela PROAE).
Para ingressar neste programa, o aluno deverá acompanhar a publicação do edital anual com a relação dos projetos de pesquisa inscritos para, então, habilitar-se a desenvolver a IC com um destes pesquisadores.
 
E os alunos do Ensino Médio?
 
A inscrição no PIBIC-EM é feita pelo próprio aluno, no prazo e condições estabelecidas no respectivo edital anual de abertura.
 
Quais são os requisitos para ser um aluno de iniciação científica?
 
No caso do PIBIC, PIBIC-AF, PIBITI e PIVIC, o aluno precisa ser selecionado por um professor-orientador, bem como não possuir mais que 03 (três) reprovações nos dois últimos semestres encerrados, tampouco pendências com a IC em anos anteriores, dentre outros.
Já no PIBIC-PNAES, o aluno precisa encontrar um pesquisador de sua área de interesse que esteja inscrito no processo seletivo e que tenha vaga disponível para orientá-lo.
No tocante ao PIVIC-FC, basta que o orientador siga as etapas do respectivo edital de abertura para efetivar ao cadastramento do aluno, em qualquer período do ano.
Por fim, para ser bolsista PIBIC-EM, o aluno precisa se inscrever e ser aprovado no processo seletivo anual.
 
Como funciona o programa PIBIC-EM?
 
O PIBIC-EM é uma oportunidade para o aluno de Ensino Médio de escolas públicas ou técnicas conhecer a universidade desenvolvendo atividades de pesquisa sob a orientação de um professor da UFGD, antes mesmo de ingressar na graduação.
 
Qual a carga horária semanal da iniciação científica?
 
Os programas de IC da graduação (PIBIC, PIBIC-PNAES, PIBIC-AF, PIBITI e PIVIC) possuem carga horária de 12h/semana; já do Ensino Médio, 08h/semana.
 
Qual o valor das bolsas de iniciação científica?
 
As bolsas PIBIC, PIBIC-AF e PIBITI são financiadas pela UFGD e pelo CNPq e têm o valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais) mensais. A bolsa PIBIC-PNAES é paga via PROAE e também tem o valor mensal de R$ 400,00 (quatrocentos reais).
Já as bolsas PIBIC-EM são financiadas exclusivamente pelo CNPq e têm o valor de R$ 100,00 (cem reais) mensais.

 


Fim do conteúdo da página