acessibilidade

Início do conteúdo da página

Abril
06
2020

Psicóloga da UFGD propõe atividades lúdicas para crianças no período de distanciamento social

  Atualizada: 06/04/2020

O projeto “Brinquedoteca UFGD em Casa” indica atividades que ajudam a desenvolver atenção, concentração, pensamento lógico e criatividade

Diversas recomendações ligadas à saúde mental vêm sendo amplamente divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) durante esse período de distanciamento social como medida de proteção contra a covid-19.
 
Dando atenção a todas essas recomendações e com o objetivo de facilitar a convivência intensa e ininterrupta da família na mesma residência, o projeto “Brinquedoteca UFGD em Casa” está elaborando sugestões de brincadeiras, jogos e atividades lúdicas para serem desenvolvidas entre crianças, adultos e idosos.
 
São várias as brincadeiras e jogos que podem ser feitos individualmente, mas o projeto estimula, principalmente, as atividades em conjunto com os membros da família. Elas podem ser feitas sem nenhum material, ou usando coisas que já se tem em casa, como papel, lápis de cor, canetinha, massinha de modelar, caixas de sapato, tampas de garrafa, as próprias garrafas pet, cartas de baralho, dentre outros.
 
Tudo é pensado como estratégia para fortalecer os vínculos familiares, criar memórias afetivas e estimular o desenvolvimento humano. De acordo com Cíntia Garbin, psicóloga da UFGD, idealizadora e responsável pela execução do projeto, esse momento de distanciamento social físico é desafiador para qualquer pessoa, e é importante ressaltar que as crianças também sentem ansiedade, medo, estresse e angústia.
 
Diante desse cenário, e para auxiliar os papais e mamães que não querem deixar os pequenos exclusivamente envolvidos em atividades sedentárias e de isolamento familiar (celular, TV ou tablet), ou até mesmo para a criançada que já brincou tanto e está com as opções esgotadas, segue uma lista de atividades indicadas pela psicóloga que podem unir e divertir a família toda:
 
Contação de histórias
 
Escreva em tiras de papel: 7 objetos, 7 personagens, 7 lugares, 7 animais e 7 objetivos. Cada pessoa pegara uma tira de cada elemento e contará uma história utilizando todos os elementos.
 
Seja criativo: use objetos fantásticos, como lâmpada mágica, xícara invisível; os personagens podem ser gnomos, fantasminha, cavaleiro; e porque não lugares desafiadores como vulcão em erupção, um mar cheio de tubarões; os animais também podem ser fantásticos, como cavalo voador ou coruja falante; por fim, seja ousado nos objetivos e coloque a família para recuperar a pedra do poder no fundo do mar ou visitar a lua.
 

        Brinquedoteca UFGD em Casa
 

Jogo da memória
 
Utilize dois naipes de cada número e figura (dama, valete e rei). Embaralhe as cartas e coloque-as viradas para a mesa. Como um jogo de memória tradicional, os jogadores devem virar de duas em duas cartas e encontrar os pares de números. Não tem baralho em casa? Desenhe os números em um papel, recorte e mãos a obra.
 
Desenho
 
Pegue algum desenho da criança e estimule-a a colorir. Mais ainda: que tal pegar massinha, ou areia e água, e materializar o desenho?
 
Castelo de cartas
 
Incline duas cartas uma contra a outra, formando um triângulo em pé. Repita o processo com mais duas cartas, pegue outra e, de forma horizontal, coloque sobre as pontas dos dois triângulos. Faça isso quantas vezes quiser até formar um castelo de cartas.
 
Porquinho ou dorminhoco
 
Cada jogador recebe 4 cartas, o objetivo é formar grupo de 4 quartas de um número só. Para isso, o jogador precisa se livrar das cartas diferentes o mais rápido possível.
 
Depois que as cartas forem distribuídas, um dos jogadores grita “vai” e todos passam uma de suas cartas ao jogador da esquerda. Isso se repete até que um dos jogadores consiga formar um grupo de 4 cartas com mesmo número. Quando isso acontecer, este jogador baixa silenciosamente suas cartas na mesa e coloca o dedo na ponta do nariz. Todos deverão fazer o mesmo e o último a colocar o dedo no nariz será o “porquinho” ou “dorminhoco da rodada”. Ganha aquele que, em 5 rodadas, tiver sido o dorminhoco menos vezes.
 
Desenhos nas nuvens
 
Da janela de casa ou deitado em um gramado, observe o movimento das nuvens e use a criatividade para imaginar formas de objetos ou animais.
 

                        Brinquedoteca UFGD em Casa
 

Compartilhe sua experiência
 
“O principal objetivo é que tenha olho no olho, encontro de sorrisos, que o fazer junto renove as relações interpessoais e, claro, crie memórias e lembranças de afeto, fraternidade, reciprocidade e solidariedade. Fico do outro lado da tela torcendo, de dedos cruzados!”, afirma Cíntia.
 
A psicóloga convida as famílias que realizarem essas atividades a enviarem fotos da garotada brincando, comentários e até mesmo sugestões para o e-mail brinquedoteca@ufgd.edu.br.
 
Para quem se interessar em ver mais detalhes sobre as atividades ou baixar as imagens para compartilhar com amigos, elas ficam disponíveis pelo link:
https://www.ufgd.edu.br/secao/brinquedoteca/index. Lá você vai encontrar, ainda, um bônus: imagem preto e branca e colorida para imprimir o jogo Tangram, ou dicas de como fazer o seu, caso não tenha impressora. É pra desafiar a criatividade e estimular a paciência mesmo!


Jornalismo ACS-UFGD



    Fotos