-A A +A

Infraestrutura



INFRAESTRUTURA GERAL DISPONÍVEL PARA USO DO PPGECB

Laboratório Didático de Entomologia: Área total de 72m² equipada com aparelhos de ar condicionado, cadeiras giratórias, computador, estantes de aço, mesa com tampa de madeira, microscópios ópticos binoculares, microscópios estereoscópicos binoculares, retro-projetor, TV de plasma, armários de aço, estufa para esterilização e câmera digital. Este espaço, destinado prioritariamente às aulas sobre os conteúdos de Entomologia, mas é também utilizado por acadêmicos de graduação em atividades de pesquisa (iniciação científica, vinculados aos docentes do PPGECB) e por pós-graduandos para realizarem triagem de insetos amostrados em culturas agrícolas e ambientes naturais, bem como, para a utilização da câmara digital e fotografar insetos de interesse das pesquisas.

Laboratórios de pesquisa

Laboratório de Comportamento de Insetos (sala climatizada): equipado com luminária com lâmpada fluorescente, câmara germinadora de sementes, câmaras climatizadas e estantes de aço. Este laboratório sedia os trabalhos práticos referentes aos projetos de pesquisa sobre comportamento e monitoramento de insetos pragas e inimigos naturais. Assim, são desenvolvidas as criações de insetos de interesse agrícola, visando análises biológicas e comportamentais das espécies alvo de dissertações e teses. Criações de populações de Spodoptera frugiperda, Diatraea sacharallis, Dorus luteipes, Trichogramma spp., Cycloneda sanguinea, entre outros, são mantidas no referido laboratório. Também são preparadas as dietas artificiais para manutenção das populações e realizados os monitoramentos da eficiência de predação e parasitismo. Estão envolvidos nas pesquisas alunos de graduação e acadêmicos de pós-graduação.

Laboratório de Insetos Frugívoros: equipado com banco de madeira, luminárias com lâmpadas fluorescentes, cadeiras fixas, estufa de secagem, microscópio, estereoscópico, microscópio óptico binocular, aparelho de ar condicionado, armários de aço, mesas de madeira, cadeiras giratórias, microcomputador, balcão de madeira, estantes de aço e geladeira. Neste laboratório são desenvolvidos trabalhos de pesquisa, incluindo a criação de insetos frugívoros, florívores e galhadores, com a finalidade de pesquisar a biologia e o comportamento das espécies de insetos associadas às suas plantas hospedeiras. Este laboratório serve de apoio para pesquisas básicas com insetos associados a frutos, flores de Asteraceae e galhas. São desenvolvidas pesquisas em taxonomia, biologia, estudo do ciclo biológico e padrões comportamentais de moscas das frutas das famílias Lonchaeidae, Tephritidae e de seus inimigos naturais, envolvendo acadêmicos de graduação em atividades de iniciação científica e programas de bolsa permanência, acadêmicos de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Insetário de Frugívoros: equipado com aparelho de ar condicionado, estante de madeira, balança de precisão, estantes de aço, estufa para esterilização, mesa de madeira, cadeiras e arquivo em aço. Neste espaço são desenvolvidas pesquisas sobre insetos associados aos frutos silvestres e cultivados, bem como para desenvolver trabalhos de pesquisa de estudantes de graduação e pós-graduação, sobre a criação massiva de insetos frugívoros com dietas artificiais, visando à multiplicação de parasitoides e de outros inimigos naturais dos insetos frugívoros.

Laboratório de Abelhas Nativas: equipado com mesas de madeira, luminária com lâmpada fluorescente, esteriomicroscópio, microscópio óptico, aparelho de ar condicionado, capela de exaustão, estante de madeira, cadeiras fixas e uma centrífuga. Estudantes de graduação em atividades de iniciação científica, e os pós-graduandos do PPGECB desenvolvem atividades de pesquisa sobre abelhas da subfamília Meliponinae e pesquisas sobre polinização e palinologia.

Laboratório de Apicultura: equipado com estante de madeira, anemômetro, banco de madeira individual, mesa para desenho, luminária com lâmpada fluorescente, armário de aço, geladeira, estante de aço, microscópio óptico, aparelho de ar condicionado, balança de precisão, mesa de madeira, microscópio estereoscópico, freezer, balança analítica, liquidificador, armário de aço, câmara para germinação de sementes, cadeiras de madeira, estantes de aço e termo-higrômetro. Neste laboratório são desenvolvidas pesquisas sobre polinização, produção de mel, geléia real, cera, apitoxina e derivados. Também são desenvolvidas pesquisas sobre as interações abelhas x plantas em ambiente natural e antropizado.

Laboratório de Ecologia de Hymenoptera: equipado com 3 computadores, equipamento fotográfico de alta resolução, 7 microscópios estereoscópicos, um microscópio óptico binocular, aparelho de ar condicionado, , mesas de madeira, , armário de aço, 2 armários de madeira gaveteiro para coleção entomológica,  bancada de concreto com gaveteiros, estufa de secagemimpressora. Neste laboratório são desenvolvidos estudos sobre diversidade de Hymenoptera, em especial formigas, vespas, abelhas e microvespas, em ambientes naturais e em áreas de conservação integral da biodiversidade (Parques Nacionais e Estaduais).

Laboratório de Amostragem de Insetos: equipado com 8 câmaras B.O.Ds., sala climatizada, umidificador de ar, 2 microscópios estereoscópicos, dois armários de aço e 4 bancadas em MDF. Neste espaço são desenvolvidas pesquisas sobre amostragem de populações de insetos em culturas agrícolas no âmbito da agroecologia.

Laboratório de Controle Biológico de Insetos: equipado com 4 B.O.Ds, 1 freezer horizontal, uma câmara de fluxo laminar, 1 geladeira, 1 estufa de secagem, 4 salas climatizadas, 1 sala de coleção entomológica didática, 2 microscópios estereoscópicos,4 armários de aço, 6 estantes de aço, 1 computador, 2 umidificadores e 4 bancadas em alvenaria. Neste laboratório são realizadas criações de Diatraea saccharalis e de Tenebrio molitor e de Chrysodeixis includens para posterior reprodução e criação de cinco espécies de parasitoides da família Eulophidae (Tetrastichus howardi, Trichospilus diatraeae e Palmistichus elaeisis), visando estabelecer programas de controle biológico da broca da cana-de-açúcar e da lagarta falsa-medideira da soja. Trabalhos com seletividade destes parasitoides aos fungos entomopatogênicos usados no controle microbiano também vem sendo realizados no laboratório. Diferentes linhagens de parasitoides da família Trichogrammatidae foram coletadas e estão sendo criadas no laboratório juntamente com seus hospedeiros alternativos Bombyx mori e Anagasta kuehniella. Trabalhos de biologia destes parasitoides juntamente com trabalhos de dispersão em agroecossistemas vêm sendo realizados, visando o estabelecimento de um programa de controle da lagarta desfolhadora da mandioca (Erinnyis ello), hospedeiro no qual foram coletadas as linhagens de Trichogramma.

Laboratório de Entomologia Aplicada: equipado com casa de vegetação, estufa agrícola, microscópios e estereoscópicos, balança eletrônica de precisão, destiladores, estufa incubadora, trator Massey Ferguson MF292/4, veiculo Doblo, aparelho de ar condicionado, incubadora BOD, pulverizador, computadores, autoclave vertical. Neste espaço são desenvolvidas pesquisas relacionadas principalmente aos insetos considerados pragas agrícolas nas principais lavouras de Mato Grosso do Sul, como: milho, soja, cana de açúcar, mandioca e algodão.

Laboratório de Biotecnologia Aplicada: em uma área de 70 m², provido de dois balcões (6,00 x 1,25 m), duas pias (7,50 x 0,75 m) e uma bancada (6,30 x 0,52 m) em sua extremidade e apresenta os seguintes equipamentos: Termociclador com Gradiente - Bio-Rad; 2- Balanças analítica 210g/4casas – Sartorius; 2- Cuba média Eletroforese Horizontal - Bio-Rad; Cuba média Eletroforese Vertical - Bio-Rad; Fonte eletroforese - Bio-Rad; Centrífuga refrigerada Eppendorf 5430-R + Rotor F45-30-11 - 30 tubos 1,5/2,0ml; Mini Centrífuga Eppendorf Mini Spin; Kit com 4 pipetas Eppendorf (0,5-10ul; 2-20ul; 10-100ul; 100-1000ul); Freezer 203L Eletrolux FE26; Forno Micro-ondas 31 L Eletrolux; Refrigerador Duplex 334L Cônsul; Agitador de tubos tipo Vortex; Banho- Maria; PHmetro; Fotodocumentador UVP, modelo PhotoDoc-It 55; Destilador de água; Estufa de secagem e esterilização; Capela de exaustão de gases; Autoclave vertical; Capela de fluxo laminar vertical; Centrifuga de angulo fixo; Barrilete em PVC. Neste laboratório são pesquisados padrões gerais das populações de insetos perante às plantas geneticamente modificadas, uso de inseticidas considerados modernos para o controle de insetos pragas, entre outras atividades.

Laboratório de Interação Inseto-Planta: equipado com processador de tecidos vegetais, micrótomo, banho histológico, estufa de secagem, balança analítica, geladeira, 4 cadeiras, 2 estantes de aço, 1 armário em aço, e 1 germinador de sementes (câmara de germinação). Neste laboratório são desenvolvidas pesquisas da interações entre insetos e plantas. Testes da ação de extratos vegetais (aquosos, metanólicos e etanólicos) de plantas do Cerrado e de fragmentos de floresta semidecíduas sobre populações de insetos-pragas da agricultura regional. As pesquisas têm sido focadas principalmente em espécies de Lepidoptera. Este laboratório também atende às pesquisas sobre insetos polinizadores, desde os aspectos botânicos até aqueles mais relacionados aos insetos. Serve de apoio para pesquisas básicas com insetos, envolvendo alunos de graduação em atividades de iniciação científica.

Laboratório de Ecologia Teórica: Equipado com 1 microcomputador (desktop dual core), 1 notebook (core 2 duo) e 1 estereomicroscópio. Neste laboratório são investigados processos ecológicos e seus padrões em biodiversidade, vinculadas ao projeto Estrutura de comunidades e interações envolvendo artrópodes e seus subprojetos que envolvem estudantes de graduação e pós-graduação.

Museu da Biodiversidade (MuBio)-FCBA/UFGD, provisoriamente instalado em um área de 42 m², conta com 6 armários gaveteiros de cerejeira com 50 gavetas com tampa de vidro; mantém aproximadamente 10.000 espécimes, sendo cerca de 8.000 insetos montados em alfinetes entomológicos, etiquetados e identificados. Aproximadamente 2.500 exsicatas de plantas herborizadas e catalogadas. Esse material é oriundo principalmente de ambientes da região Centro-Oeste do Brasil, dentro dos limites do Cerrado e Pantanal. A necessidade de organizar e manter os espécimes testemunha (voucher specimens) dos trabalhos realizados na UFGD incentivou a criação do MuBio em 2005. Inicialmente o acervo agregou coleções particulares de abelhas nativas (Meliponinae), formigas, vespas e moscas frugívoras (Tephritidae e Lonchaedae), besouros coprófagos (Scarabaeoidea) e insetos aquáticos (Odonata), oriundas de trabalhos acadêmicos desenvolvidos na instituição. Além das atividades de cunho científico, recentemente o MuBio tem expandido suas atividades educacionais com papel importante em ensino e extensão, como por exemplo, recebendo acadêmicos da UFGD e de outras instituições. As coleções estão sendo catalogadas e posteriormente digitalizadas para disponibilização "on line". Uma coleção didática do MuBio está montada no holl de entrada da FCBA-UFGD, ilustrando a diversidade biológica de Insetos do Centro-Oeste. Para a Exposição “Abrindo os olhos para a diversidade de Insetos do Centro Oeste" foram adquiridos: Um microscópio estereoscópico Nikon SMZ800; 02 Iluminadores com bico de ganso com fibra óptica 220W, computador DELL Inspiron one touchscreen, processador core i5, Data-show Sony, Lousa Interativa Trace Board, Impressora HP laser jet P1102W, três expositores de vidro em madeira e 4 suportes de ferro para quadros.

OUTRAS UNIDADE DE APOIO AO PPGECB

Fazenda Experimental das Ciências Agrárias da UFGD: A UFGD possui uma fazenda experimental com área de aproximadamente 294 ha que está sendo utilizada para o desenvolvimento de projetos vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Entomologia e Conservação da Biodiversidade.

Estação Agrometeorológica da UFGD: A Estação Total, modelo PC-215, Heliógrafo Campbell Stoker, Abrigo meteorológico padronizado com Termo-higrógrafo com registro semanal, Termômetro de máxima e mínima, Psicrômetro tipo Ausgust sem ventilação com termômetro de bulbo seco e de bulbo úmido, Pluviômetros Ville de Paris, Tanque de evaporação classe A com parafuso micrométrico, Geotermômetros em diversas profundidades do solo, Termômetro digital com variação de 32ºc a 400ºc, Bomba a vácuo para Tensiometro, Anemógrafos universais, Anemômetro totalizador de caneca, Geotermômetros de 2, 5, 10, 20 e 30cm de profundidade, Pironômetro  e Barômetro - altímetro biométrico digital.

Biotério: O biotério da UFGD é uma unidade de aproximadamente 200 m2 contendo salas para criação e manutenção de pequenos animais para pesquisa experimental. Envolve pesquisas sobre substâncias de insetos com potencial para uso biotecnológico e transmissão de zoonoses veiculadas por insetos em animais vertebrados.

Equipamentos de uso compartilhado: Em 2012/2013 também foram adquiridos equipamentos de uso compartilhado com os programas de pós-graduação parceiros com recursos do edital Pró-equipamentos. Entre eles destaca-se um estéreo microscópio digital com zoom associado a um sistema de epi-iluminação (incidente e transmitida) que possibilita visualização ampliada tridimensional dos objetos sob observação. Permite a acoplagem de módulo para fotografia em três dimensões. Os demais equipamentos são um microscópio estereoscópico digital, uma estante ventilada para roedores, um evaporador rotativo e uma estação meteorológica.
 
INFRAESTRUTURA DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS E ADMINISTRATIVAS DO PPGECB-FCBA/UFGD

Infra-Estrutura das Atividades Acadêmicas: Os acadêmicos de graduação orientados pelos docentes do PPGECB: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica-PIBIC, Programa Institucional de Iniciação Científica Voluntária-PIVIC, Programa Institucional de Bolsa de Estímulo à Docência-PIBID, Programa Institucional de Educação Tutorial-PET e acadêmicos com Bolsa Permanência, contam com duas salas de Informática com computadores e acesso à internet (Laboratório de Geoprocessamento, equipado com 25 computadores-Desktops e Laboratório dos Acadêmicos de Pós-Graduação da FCBA [Entomologia e BioProspecção], com 20  Desktops). Além de toda estrutura da Biblioteca Central da UFGD, listada noutro item.

Infraestrutura das Atividades Administrativas: A coordenação de PPGECB conta com uma sala de aproximadamente 40m2, equipada com 4 mesas e dois computadores desktops com acesso à internet, 6 armários em aço. Como recursos humanos, conta com o apoio de um funcionário capacitado (com mestrado) que atende satisfatoriamente às demandas administrativas do PPGECB, além do coordenador, que é eleito pelos seus pares por um período de 2 anos podendo ser reeleito por igual período.
 
RECURSOS DE INFORMÁTICA DO PPGECB-FCBA/UFGD

Todos os docentes contam com computadores e impressoras em suas salas e têm acesso a salas de projeção, notebooks e multimídias. Os acadêmicos possuem acesso à rede mundial de computadores e ao portal Periódicos da Capes por meio de acesso ao sistema wireless em qualquer local do campus. O PPGECB possui uma sala de informática com 22 computadores ligados à internet, usada exclusivamente pelos discentes do programa. Em 2013, para otimização de recursos, os programas de pós-graduação da Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais (Biologia Geral/Bioprospecção e Entomologia e Conservação da Biodiversidade), que possuíam espaços exclusivos de informática, aula, secretaria e coordenação, após as discussões realizadas durante o ano de 2011, estão reestruturando estes espaços tornando-os comuns aos dois programas (Entomologia e Conservação da Biodiversidade e Bioprospecção). Assim, os programas de pós-graduação passaram a contar com uma sala de informática contendo 22 computadores ligados à internet e ilha central para uso de computadores pessoais (36m²). A Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais (FCBA-UFGD) conta ainda com mais duas salas de informática para acadêmicos de graduação e pós-graduação com mais de 50 computadores com acesso à internet. Existem também computadores e impressoras nas salas de todos os docentes, sala de projeção, notebooks e projetores multimídia. Todos os discentes do PPGECB têm livre acesso a todos estes recursos, e aos periódicos da CAPES, por meio do sistema wireless em qualquer local do campus da UFGD.

BIBLIOTECA
A Biblioteca Central da UFGD vem ampliando seu acervo pela aquisição de livros por meio de pregões eletrônicos periódicos. A Biblioteca mantém os serviços de COMUT, acesso ao Portal de Periódicos da CAPES, empréstimo entre bibliotecas, normatização bibliográfica e catalogação na fonte. Sua Biblioteca Digital de Teses e Dissertações está integrada à BDTD/IBICT nacional. Recentemente implantou o Repositório Institucional da UFGD, integrado ao Portal Oasis.br, que efetua o registro e a disseminação da produção científica da instituição.  Toda consulta ao acervo pode ser feita online, inclusive com acesso ao banco de dissertações e teses (http://www.ufgd.edu.br/tedesimplificado/ tde_busca/index.php) e de livros eletrônicos (http://www.ufgd.edu.br/biblioteca/livros-eletronicos).

    Em 2012, foi entregue o novo prédio da Biblioteca Central da UFGD com 3.500 m² de construção em três pavimentos. No térreo, o prédio conta com um saguão dispondo de livraria, espaço para exposição de livros e artes visuais, fotocopiadora e lanchonete. Além do acervo de livros, a nova biblioteca tem espaços para organizar e disponibilizar mapas (mapoteca), discos e CDs (CDteca), coleções de revistas, jornais (hemeroteca), DVDs e outras gravações audiovisuais (videoteca). Com capacidade de atendimento para duas mil pessoas e acesso para portadores de necessidades especiais, disponibilizando elevador e rampas de acesso. A biblioteca possui muitas mesas para leitura e pesquisa com amplo acesso à internet wireless e a cabo. O terceiro andar do prédio possui 12 salas de estudo em grupo. Seu horário de funcionamento de segunda à sexta-feira é das 7 às 11 horas e das 13 às 22 horas. No sábado é das 9 às 15 horas. Está ligada à rede mundial de computadores, disponibilizando 42 computadores para consulta. Encontra-se informatizada, sendo usado o software MicroIsis e os Aplicativos EMP e QISIS, ambos desenvolvidos pela BIREME. O sistema de empréstimo utiliza códigos de barras e scanner de mão a laser. Conta com três bibliotecárias, seis assistentes em administração e seis estagiários.
    A biblioteca da UFGD conta com mais de 30 mil títulos de livros (> 65 mil exemplares). Dentre estes, estão contemplados todos os principais títulos nas áreas do conhecimento diretamente relacionadas à entomologia. Dentre os periódicos destacamos: Annals of the Entomologic Society of America, Biological Control, Bioscience, Biotropica, Ecological Applications, Environmental Entomology, Journal of Applied Entomology, Journal of Economic Entomology, Journal of Experimental Entomology, Journal of Insect Behavior, Journal of Invertebrate Pathology, Journal of the Kansas Entomological Society, Journal of the New York Entomological Society, Journal of Brazilian Biology, Revista Brasileira de Zoologia, Revista Brasileira de Entomologia e Systematic Entomology.
 
Outras informações:
No início de 2015 foi entregue de um prédio construído com recursos do FINEP, Editais CT-INFRA/PROINFRA 2007 e 2008 de Apoio à Infraestrutura de Pesquisa da UFGD. Dentre os 14 Laboratórios, cinco foram destinados aos docentes do Programa de Pós-graduação em Entomologia e Conservação da Biodiversidade.  
 



CALENDÁRIO
UFGD - Unidade 1
Rua João Rosa Góes, 1761 - Vila Progresso, Cx. Postal 322 - CEP 79825-070
67 3410-2002

UFGD - Unidade 2
Rodovia Dourados - Itahum, Km 12 - Cidade Universitaria, Cx. Postal 533 - CEP 79804-970
67 3410-2001

Este Sítio Web é acessível via IPv6!