-A A +A

E-books

O COMÉRCIO NA ATIVIDADE TURÍSTICA EM BONITO - MS (Roni Mayer Lomba)

O objetivo deste trabalho, resultante de uma dissertação de mestrado, foi aprofundar as discussões a respeito da atividade turística desenvolvida em Bonito/MS, município que recebeu grandes investimentos para este setor na década de 1990. Buscou-se avaliar os impactos da significativa comercialização das paisagens, produtos e serviços oferecidos na cidade, em termos econômicos, de serviços urbanos e especialmente nas condições de trabalho e de vida para o trabalhador local. Foi possível identificar a lógica da reprodução da riqueza apropriada por uma pequena parcela da sociedade em detrimento de um elevado nível de pobreza e precárias condições de vida.




COMO E POR QUE EDUCAR SEM BATER: orientação aos pais sobre a educação dos filhos (Cristiano da Silveira Longo)

Nesta publicação, especificamente, buscou-se ressaltar e desenvolver as possíveis alternativas educativas às práticas punitivas corporais, oferecendo assim ao público leitor modos práticos de educação de filhos, apoiados em estudos e teorias psicológicas e pedagógicas. Este livro afigura-se como bastante oportuno tendo em vista as discussões todas geradas na sociedade a partir da proposição e aprovação da chamada "Lei da Palmada" (Projeto de Lei n° 2654/2003).




IMAGENS, GEOGRAFIAS E EDUCAÇÃO: intenções, dispersões e articulações (Cláudio Benito Ferraz e Flaviana G. Nunes - Orgs.)

Este livro é fruto da primeira reunião da Rede Imagens, Geografias e Educação (projeto aprovado pelo CNPq), na Universidade Federal da Grande Dourados, nos dias 7, 8 e 9 de novembro de 2012. A Rede reúne pesquisadores, professores e alunos, em sua maioria relacionados com o curso de geografia, de vários centros de pesquisa e ensino. O livro apresenta os trabalhos selecionados pelos vários polos que compõem a rede de maneira a expressar a diversidade de pesquisas e ações que ocorrem nos vários locais de atuação da rede, articulando a linguagem imagética, em sua diversidade de formas, com as questões relacionadas à formação de professores e os novos rumos da linguagem geográfica.




O TERRITÓRIO DA PRODUÇÃO ORGÂNICA NO MUNDO DA MERCADORIA (Silvana Lucato Moretti)

A reflexão proposta no livro é sobre a prática social da agricultura orgânica e sua participação na produção territorial da Região da Grande Dourados, tendo como centralidade as ideias de identidade, desenvolvimento e de natureza. A agricultura orgânica configura-se como uma possível produção alternativa ao meio rural e à noção de desenvolvimento hegemônica na sociedade contemporânea. As ações dos produtores agrícolas orgânicos são consideradas como sinais e possibilitam a reflexão sobre o conhecimento produzido acerca do mundo moderno.




PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL: a SUDECO no espaço mato-grossense - contexto, propósitos e contradições (Silvana de Abreu)

A obra analisa as transformações ocorridas no espaço mato-grossense, sob a égide do planejamento e intervenção da SUDECO, considerando o sustentáculo teórico-discursivo para as elaborações programáticas e para as ações empreendidas que foram o desenvolvimentismo e a racionalização. O espaço mato-grossense, até 1979, constituía-se no estado de Mato Grosso, tendo consolidado, no processo de ocupação e intervenção promovido pela Superintendência, diversidades e semelhanças que foram identificadas e transformadas em argumentação científica e política de planejamento para a divisão administrativa que resultou na criação dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.




INDUSTRIALIZAÇÃO E RELAÇÕES DE PRODUÇÃO NAS FECULARIAS DE MATO GROSSO DO SUL (Ucleber Gomes Costa)

Nesta obra, Ucleber Gomes Costa analisa as características do espaço geográfico produzido pela e para a atividade produtiva da mandioca – composta pelo cultivo, industrialização e comercialização do produto final – na porção sudeste e extremo sul do estado de Mato Grosso do Sul. O autor visa compreender as relações de trabalho estabelecidas entre agricultores, arrancadores e contratantes, e as delimitações impostas pela industrialização ao funcionamento das fecularias localizadas nos municípios daquela região do estado. Por meio do levantamento de dados de campo, a obra expõe os motivos para a concentração de fecularias naquela porção do estado de Mato Grosso do Sul, as características da reprodução do capital feculeiro a partir de suas estratégias espaciais, as relações de trabalho intrínsecas à produção da fécula de mandioca, bem como o perfil dos trabalhadores envolvidos nesse processo.




MEMÓRIA OU ESQUECIMENTO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR? Um itinerário de pesquisa de intervenção (Lincoln Christian Fernandes)

Este livro insere-se na perspectiva das investigações do campo da história da educação brasileira e na temática da história e memória de instituições escolares. Por meio de um estudo de caso realizado numa comunidade escolar de Dourados, MS, Fernandes retrata, nesta obra, uma realidade de esquecimento e silêncio da educação escolar, constatada pela análise dos relatos de membros da própria comunidade e de documentos ou fontes responsáveis pelo registro das práticas cotidianas da cultura escolar. Assim, Fernandes vale-se de fontes orais para evidenciar a riqueza das narrativas sobre a educação escolar e produz um mecanismo de apreensão e preservação da voz dos sujeitos escolares, ressaltando a importância de trabalhar a cultura material e imaterial produzida no ambiente escolar como patrimônio histórico. Esta obra expõe o caminho trilhado e os resultados da pesquisa de intervenção conduzida por Fernandes, dentre eles a criação de um centro de documentação, um núcleo preservacionista da memória escolar.




PLANOS DE REESTRUTURAÇÃO E EXPANSÃO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS: O REUNI em Mato Grosso do Sul (Ana Maria da Silva Magalhães)

Este livro apresenta a análise das propostas formuladas para a reestruturação e expansão das universidades federais de Mato Grosso do Sul no contexto do Programa REUNI. Nele, Magalhães apresenta uma pesquisa documental, uma análise estatística e, subsidiariamente, uma entrevista como elementos que permitem observar que, apesar do desenho estabelecido pelas “Diretrizes Gerais” do REUNI para a elaboração dos planos, cada instituição incorporou suas dimensões de maneira específica, focalizando em suas próprias metas e estratégias. Desse modo, a pesquisa apresentada nesta obra aponta alguns aspectos congruentes e outros distintos com relação à concepção de reestruturação e de expansão disposta pelas diretrizes do REUNI. A autora expõe as justificativas de adoção do REUNI constantes nos planos institucionais elaborados pelas universidades e observa, na base de sua formulação, a presença dos ideais de expansão, qualidade e equidade referentes à diretriz da “educação para todos e por toda a vida” pertencente ao contexto brasileiro desde os anos 1990. Em síntese, a obra traz o entendimento das instituições acerca do REUNI como alternativa para viabilizar a expansão da educação superior diante da demanda crescente por ensino público e gratuito no Brasil.




A POLIFONIA DO SAMBA: Transformação da festa em canção popular (1917-1932) (Julieta Soares Alemão Silva)

A autora traz, nesta obra, a análise das transformações verificadas no samba a partir do fenômeno de remodelação e crescimento dos espaços urbanos entre o limiar do século XX e a década de 1930, sobretudo da cidade do Rio de Janeiro. Com base na análise de canções surgidas no decorrer da década de 1920, Silva demonstra que, inicialmente compreendido sob o significado de reunião festiva e/ou dança, o samba foi se modificando concomitantemente às transformações resultantes do processo de urbanização da então capital republicana e passou a compreender os elementos estético-musicais verificados nas canções circunscritas ao final do período em questão. Na obra, são abordados alguns elementos significativos desse processo, tais como as inovações tecnológicas, a emergência de novos modos de vida, a diversificação das formas e dos espaços de entretenimento, e o surgimento da cultura de massa. Em sua reflexão, a autora busca explicitar que esses elementos reunidos contribuíram, sobremaneira, para a configuração do samba conhecida hoje no Brasil.




PROFESSORES ÍNDIOS E TRANSFORMAÇÕES SOCIOCULTURAIS EM UM CENÁRIO MULTIÉTNICO: A Reserva Indígena de Dourados (1960-2005) (Marta Coelho Castro Troquez)

O livro apresenta, sob uma perspectiva multidisciplinar, a especificidade dos professores índios no cenário multiétnico da Reserva Indígena de Dourados (1960 – 2005). Com sua inserção no processo de educação escolar indígena, enquanto professores, os indígenas assumem novos papéis sociais e tornam-se, portanto, agentes de transformações socioculturais. Na Reserva Indígena de Dourados, tal processo possui uma historicidade própria e singular devido ao contexto histórico, sociocultural e étnico do qual esses professores fazem parte. Desde os seus primórdios (década de 1920), essa reserva é marcada pela complexidade das relações estabelecidas entre os seus habitantes Kaiowá, Guarani e Terena e os não-índios representantes de diversas instituições externas do entorno. Nesse contexto, os professores índios enfrentam o desafio constante de participar de um campo político intersocietário onde as perspectivas dos diferentes grupos políticos, étnicos e familiares, e das instituições do entorno se cruzam constantemente, trazendo para a escola e para esses professores desafios novos nem sempre fáceis de vivenciar. Esta obra visa mostrar que esses atores sociais têm procurado dar respostas a esses desafios e, assim, participam da construção de sua própria história e da história da comunidade indígena de Dourados.




A TERRITORIALIZAÇÃO DO SETOR AGROINDUSTRIAL CANAVIEIRO NO MATO GROSSO DO SUL (Alex Torres Domingues)

O objetivo desta publicação diz respeito à análise da relação estabelecida entre o capital agroindustrial canavieiro e as questões sociais/trabalhistas, ambientais e territoriais na atual conjuntura política e econômica extremamente favorável ao setor agroindustrial canavieiro. Com a intenção de verificar os impactos causados pela implantação das unidades agroindustriais canavieiras e, consequentemente, do grupo Louis Dreyfus (LDC-SEV) no estado de Mato Grosso do Sul, em particular nos municípios de Maracaju e Rio Brilhante, Alex Domingues apresenta, em sua obra, estudos bibliográficos e uma pesquisa empírica que permitem apreender as formas e as ações adotadas pelo grupo LDC-SEV. A obra destaca as condições trabalhistas degradantes existentes no setor agroindustrial canavieiro ou a precarização do trabalho de acordo com a retratação do capital, repercutindo diretamente na relação entre capital e trabalho. O autor demonstra, ao longo de seu texto, que a territorialização do capital canavieiro no Mato Grosso do Sul significa a monopolização do território por grupos nacionais e, principalmente, por grupos internacionais.




CALENDÁRIO
UFGD - Unidade 1
Rua João Rosa Góes, 1761 - Vila Progresso, Cx. Postal 322 - CEP 79825-070
67 3410-2002

UFGD - Unidade 2
Rodovia Dourados - Itahum, Km 12 - Cidade Universitaria, Cx. Postal 533 - CEP 79804-970
67 3410-2001

Este Sítio Web é acessível via IPv6!